sábado, 5 de outubro de 2013

Entre ausências e chegadas

 Annie entrou no quarto. As fotos estavam espalhadas por cima da escrivaninha. O guarda roupa aberto. Cabides vazios completavam o ambiente. Não havia uma música tocando como de costume. The Beatles,Red Hot ou algum blues ,não mais existiam passos de dança pelo chão.
 Rafael havia retirado suas coisas mais cedo,deixado somente as lembranças como uma pequena tortura sentimental. Viajante de corações,destinado sempre a partir. Desta vez a aventura havia durado mais,dois anos e quatro meses. Era hora de se aconchegar a um outro alguém,a uma outra cidade. São Paulo escondia outros segredos.
 Tempus Fugit, sussurrou para si mesma. Era o momento de sua reconstituição.Passou as mãos pela fotografia que tiraram ao mudar para o apartamento. Rafael sorridente segurando um pincel e colocando os braços por volta de Annie. O ambiente hostil,com poucos móveis havia se tornado um lar. O lar para o jovem casal.
 Ela tinha vinte e dois ele vinte e cinco,alguns anos que separavam segredos. Rafael da Society,nascido e criado como Lord por seus familiares. Seu conhecimento se expande do inglês a iniciação de latim. Sabia se comportar em um jantar formal ou em uma lanchonete de esquina em um fim de tarde. Annie de origem simples,criada no interior. Havia perdido os pais quando ainda tinha seis anos. Virou moradora do mundo. Se interessou por Filosofia,se mudou para a capital a procura de algo surreal para sua existência.
Se conheceram no corredor da faculdade. Ele indo em direção ao prédio de Direito,com um laptop nas mãos,ela a biblioteca.Surpreendido com o olhar fascinado pelo encanto de um simples corredor convidou-a para um café. Namoraram por três meses. Se juntaram desde então.
 Aventureiro havia se formado. Deixou família e burguesia para trás. Esqueceu Annie. 
 Despedaçada se jogou pelo chão. Iria continuar morando ali. Mas encontrava com ele em todos os cômodos. Sem o silenciar romântico ou as horas dedicadas a poesias que compartilhavam juntos mais nada fazia sentido. 
 Um novo passo para o casal. Novo passo para Annie. Quem seria o próximo a ganhar e se interessar por um coração despedaçado,mas dessa vez por amor? 

 Entrou no quarto e se deitou na velha cama de madeira. O cheiro dele ainda impregnava os lençóis. Teria que se acostumar mais uma vez as ausências. Mas se preocupava com as lembranças,essas sim ferem. Para a saudade existe filmes,livros e outros afazeres mas para as recordações somente um grande copo de sentimentalismo e nostalgia.

                                                                        Luiza P.

8 comentários:

  1. Gostei muito do texto ♥ Fiquei com pena da Annie :( sempre teremos lembranças de alguém que foi muito importante, principalmente quando é recente, cada detalhe faz lembrar da pessoa amada. Beijos
    everyday--things.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A história da Annie se confunde com muitas histórias da vida real. Quem nunca teve um amor que partiu não é mesmo? Concordo com você. Obrigada pela visita e pelo comentário. Beijoos

      Excluir
  2. Nossa...as vezes bate até um medo sabe? E se um dia, eu viver de recordações? E se as lembranças me assombrarem? É muito chato viver dessa forma, mas a gente tem que sempre seguir em frente!

    Obrigada pela visita ao meu blog, com certeza sempre estarei por aqui, beijinhos :)

    Garotas Comuns

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade mas não deixe que seus medos tomem conta de você. Tenho certeza que as coisas vão melhorar e os fantasmas vão ser apenas devaneios e alucinações. Obrigadaa pela visita e pelo comentário ahaha,
      Beijoos

      Excluir
  3. Oi Lu! Tadinha dela... Isso é tão real, né? Tão comum...Mas a vida se renova... como você colocou no titulo "ausências e chegadas" Num dia a gnt chega e no outro vai embora...
    Muito bom seu texto! Parabéns!!

    Bjinhos
    Ju
    asbesteirasquemecontam.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Aff, apaixonada por esse texto! Faz um favor, continue escrevendo e não pare. Você faz isso muito bem. Inclusive te convido para escrever uma crônica tua lá no meu blog, o Garota Vintage. Se ti interessar entra em contato comigo: garotavintage@hotmail.com <3

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ops, o email na verdade é garotavintage@hotmail.com.br viu.. desculpa. Beijos

      Excluir