terça-feira, 18 de março de 2014

Fragmentos de uma carta. Fragmentos da então nossa carta

" É que não deu tempo de te contar que vez ou outra a vida da um nó,os lado se estreitam e a solidão se aconchega.  E que são nesses dias cinzas que tudo se torna confuso. Mas não se aborrece porque o sol logo vem e a chance de um recomeço se conjunta. Junta as pontas,da um laço mesmo que frouxo e segue. Se perca na eternidade do infinito.
 É só que nas nossas últimas palavras se formaram em um monologo irritante. Mas a culpa foi minha. Sempre me despejei ao seu poder de me encantar e me fazer perder em palavras sobre tua personalidade tão peculiar, que sempre me surpreende. Desculpa por ser assim,tão imprevisível. Sou formada de inteiros, meios sorrisos não me bastam e metades de brigas também não. Ou sou ou sou, minha essência não se desmorona em fragmentos.
 É que nessa vida de chegadas e partidas mesmo sem sua presença te vejo sempre vindo. Chega em meus pensamentos, recai sobre minha rotina e novamente me faz insensata. Mas essa não é mais uma carta sobre mim. Mas você é sempre assim, se faz em mim em pequenos gestos.
 É,só que dessa vez o mar ficou turbulento,em? Mas não se preocupa. Chora.Esvazia seu coração. Grita. Se precisar dê uma festa,extravasa. Mas só não acumula essa dor. Mar calmo nunca fez bom marinheiro.E se acaso precisar pode me irritar.Me liga as três da manhã e julga meus atos,discuti filosofia comigo rock ou sobre a vida,não me importo só que se entrega,não deixa essa dor te aprisionar, prometo ficar calada. Se desmorona na dor para se dar a chance de um recomeço.
É só que hoje eu pensei em você,na gente,depois de tantos anos. Mas ta tudo tão conturbado que me perco em mesmices, controverso não? E sabe,percebi que mesmo com as diferenças é sempre sobre você que meus assuntos terminam. Talvez não seja o dia certo para te contar... Só não se esquece que ainda partilho suas destruições emocionais e me perco em lágrimas sempre que você se esvazia.
 Mas a vida é assim mesmo meu bem... É,meu bem,eu te quero bem. Perdoa minhas palavras erradas e tão jogadas,ainda não aprendi a pontuar minhas frases.. E se serviu para algo,nem que seja por um momento, acredita em você,nos seus sentimentos e não se esqueça que eu to aqui,eu sempre estive. E isso vem das minhas experiências,porque ambos sabemos que de desentendimentos e saudades eu entendo. E como entendo Meu Bem..."
                                                                                                   Luiza P.

12 comentários:

  1. Luu, que lindo.
    Quanto sentimentos, quanta ternura nas suas palavras, nesse amor.
    Não tem como não se emocionar.
    Um encanto de carta <3

    www.iasmincruz.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ô Flor,obrigada por sempre acompanhar meus escritos. Obrigada por nossa amizade. Como te disse ontem esse texto foi uma explosão de sentimentos,de verdade. Beijinhos!

      Excluir
  2. Nossa que texto lindo!! O seu blog é muito bom mesmo!! Qnato jeito com as palavras em menina, virei seguidora. Lindo demais!!
    bjs
    http://confetesaovento.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jenifer,que alegria te ter por aqui. Bem vinda ao meu cantinho então. Obrigada pela visita e também pelas palavras encorajadoras. Sempre bom saber que não sou a única sentimental no mundo,assim o mundo fica um pouco mais colorido. Beijinhos e te aguardo sempre por aqui então!

      Excluir
  3. Bom dia Luiza.. quando as emoções controlam o nosso querer.. nos sentimos perdidos e sem ação.. os amores e dores são aprendizados..
    estamos com a pessoa que precisamos neste momento.. é com ela que cresceremos.. tenha um lindo dia

    lapidandoversos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde Samuel...Obrigada por suas visitas e por está sempre por aqui. Fico feliz em saber que existem pessoas que compreendem a essência de meus textos. Verdade... Somos um turbilhão de sentimentos. Concordo que cada pessoa é essencial para uma aprendizagem. Sigamos firmes então nesse caminho. Obrigada novamente!

      Excluir
  4. Qual é pior as desventuras da paixão ou a apatia de uma solidão a dois?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Creio que a apatia de uma solidão a dois. E é o que bem falo no texto. Obrigada por sua visita,por dedicar seu tempo em minhas palavras. Sempre uma honra te receber por aqui.

      Excluir
  5. Ai o amor. Tudo está tão bem quando não envolvemos sentimentos, criamos vínculos e quando a pessoa vai embora então? Não há palavras para descrever senão um imenso vazio. Mas tudo se resolve.

    Adorei o texto,
    E obrigada por sugerir um tema!

    Beijos e ótimo final de semana

    http://mylife-rapha.blogspot.com
    Já te sigo e seu blog está na minha guia de 101 blogs ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tudo se resolve. Tudo se ajeita. É porque não era a pessoa certa. Isso decifra bem desabafo. Obrigada pela visita. Imagina Rapha, seu blog é um amor. Quando postar me avisa por favor.
      Beijinhos!

      Excluir
    2. E quando não é a pessoa certa, apenas fica o aprendizado. Vou falar uma frase BEM clichê, mas que talvez se encaixe "quando a pessoa certa aparecer, você vai perceber por que todas as outras deram errado"

      Passando também para agradecer por ter participado da minha promoção no My Life, logo logo publico o texto com a sua sugestão.

      beijos

      http://mylife-rapha.blogspot.com

      Excluir
  6. Parece que alguém sumiu!

    Sei que é chato ficar pedindo essas coisas e tals, mas é importante para mim. Estou participando de uma promoção, você poderia curtir a página e minha foto (estou com uma faxinha vermelha). https://www.facebook.com/#!/ProvattiFotografia
    Desde já obrigada.

    http://mylife-rapha.blogspot.com

    ResponderExcluir