sábado, 15 de novembro de 2014

Para caso você ler

 Até que deu saudade. Te olhar assim de longe,vendo seu novo corte de cabelo ,maturidade transbordando em palavras. Uma saudade de apertar o peito e encher de orgulho. Tudo bem que minha metamorfose também aconteceu.Fiquei um pouco mais experiente,não acreditando em qualquer sorriso bobo. Só que foi justamente seu riso que me encantou. Paradoxalmente eu continuo a mesma,e paradoxo ainda é minha palavra.
 Seu olhar me cortando de longe,observando meus gestos, me deixou a desejar uma conversa futura. Não agora,porque o mar ainda está turbulento e a bagunça preenche todo o vazio que ficou. Mas  aquele papo que um dia a gente combinou.
 Cada qual com a sua vida,formados,com viagens, histórias novas e um barzinho no fim de tarde.  Eu com o meu suco e você com sua cerveja. Simples assim. Um encontro marcado antes da despedida,que nem formalmente existiu. Aí sim vou te contar como sorri te vendo brilhar,mesmo que longe,porque na platéia da vida sempre te aplaudi. Você vai rir dos meus devaneios e dos sonhos bobos,me contar alguma história de amor que viveu recentemente . E vamos voltar ao tema da nossa relação,a saudade. Só que sem palavras jogadas ou  teorias vazias. Vai ser no olhar. No nosso olhar. Porque lá vai estar a resposta e a cura.Depois cada um pro seu lado. Ou quem sabe um tempo juntos de novo? Mas dessa vez não vou fazer planos. O imprevisível sempre foi nosso aliado e agora até vejo nele certa graça.
Sua carta ainda guardo,pra dias assim quando a falta aperta.Da gosto bom saber que não fui só conversas na madrugada sobre banalidades e teorias,ou só mais uma que se encantou com o garoto homem. É isso,que em algum momento não fui só mais uma. Naquelas palavras me eternizei e nelas se eternizaram nossa história.
 Ta,mas ta tudo bem. Com a saudade boba a gente convive. A falta  é quase sempre suportável.Uma hora a gente aprende que nem sempre palavras são necessárias para explicar um sentimento. É tipo assim,você se foi e eu também. Fui buscar histórias. E tem coisa que é melhor guardar assim,apertadinha perto do coração,em segredo. Como tesouro que um dia decidi compartilhar de maneira indireta para caso você ler!
                                                                                                           Luiza P

3 comentários:

  1. Olha após ler o seu texto eu me identifiquei bastante, porque me deu a entender da SAUDADE do passado do relacionamento. Pelo menos foi o que entendi. Eu as vezes sinto falta das coisas que eu já vivi ao lado do meu love e gostaria muito de voltar atrás para poder viver tudo novamente, mas infelizmente não podemos voltar né? Mas mesmo assim tento de alguma maneira reatar as coisas boas que eu vivia antes, embora depois de anos luz junto com a mesma pessoa, as coisas não são mais as mesmas. Eu amei o seu texto. Continue escrevendo essas coisas lindas.

    =]

    lovereadmybooks.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Muito bom, parabéns.
    A saudade bate, mas as lembranças ficam também. Sempre guardamos o que aconteceu de melhor e com o tempo amadurecemos. Se não deu certo hoje, pode dar amanhã.
    Beijos e ótima semana. ^^
    http://palavrasmaisrimas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Olá,
    Adorei o texto, você escreve muito bem e eu super me identifiquei com ele.
    Beijos.
    Memórias de Leitura - memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir